sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Kit de Viagem - Prop para a Campanha Horror on the Orient Express


A jornada de terror através da Europa teve início semana passada com o primeiro capítulo de Horror on the Orient Express. Em breve planejo colocar no ar o relato de como foi a primeira parte, correspondendo aos cenários "Dancers in a Evening Fog" e "Doom Train".

Por hora, aqui estão algumas fotos do Kit de Viagem dos jogadores.

Eu queria fazer algo diferente nessa campanha, um tipo de prop que pudesse acompanhar os jogadores ao longo de todos os cenários e que fosse de alguma forma útil.

Eu já tinha tido a ideia do kit de viagem faz tempo, mas custei a encontrar algo que pudesse remeter diretamente a um grupo de viajantes. A solução veio por acaso, quando encontrei essas pastas em formato de maleta que simulam bem uma valise.


Uma vez que são oito jogadores na mesa, a logística de preparar os kits de viagem foi meio tumultuada, mas no final, cada valise continha o mesmo material.

A ideia é que na parte de trás das valises possamos colar stickers com o nome dos lugares para onde o grupo está seguindo, fazendo com que as valises fiquem "decoradas" ao estilo da bagagem de viajantes dos anos 1920.


Cada valise tem a identificação dos personagens do jogador em uma etiqueta. Depois de ponderar um bocado a respeito de imprimir, achei que escrever à mão em caligrafia cursiva daria um "toque vintage" à coisa. 

Ademais, a medida que os personagens sofrerem "acidentes" que os incapacitem de seguir viagem, os nomes serão devidamente riscados.


Próximo da alça coloquei as iniciais dos jogadores para identificar mais facilmente as valises.


E esse é o interior delas com os props.


Esse é o conteúdo de um dos kits de viagem que irão receber o acréscimo de material ao longo da campanha. Papéis, blocos de notas, passaportes, material de escritório, pasta para guardar recursos,  uma pasta para proteger as ficha, fotos dos personagens, mapas, etc...


Os blocos de anotações são bem práticos e úteis para o grupo registrar tudo aquilo que for relvante durante a investigação. Há um bloco pautado para as pistas, um bloco em branco para anotações gerais, um para NPCs e outro para lugares visitados ou à visitar. Lápis, caneta e borracha sempre à mão também é uma boa.

Eu adoraria ter personalizado alguns lápis e canetas para o kit, mas infelizmente o custo de gravar o nome da campanha era proibitivo, a não ser que eu mandasse fazer no mínimo 250.


Eu gosto especialmente do Cartão de Embarque do Orient Express (Boarding Pass) usado pela Compagne Internacionale des Wagons-Lits.

Encontrei uma versão dele na internet e copiei o texto para ficar mais autêntico. Embora o símbolo esteja diferente eu gosto das letras douradas no alto e as bandeiras dos países por onde o trem passa.


Esse é um mapa do roteiro do Orient Express. Eu tirei uma cópia reduzida do Mapa que vinha na caixa antiga do Orient Express. 

Fiz uma marcação dos principais destinos e tracei uma linha do percurso, assim o pessoal pode saber qual é seu próximo destino e onde vai se passar o próximo cenário.


Este aqui também ficou bacana. É um envelope e papel de carta com o timbre do Orient Express. Os passageiros tinham à disposição um papel de carta semelhante a esse para enviar sua correspondência. As cartas eram deixadas nas estações e enviadas gratuitamente pela Companhia. O próprio Orient Express por vezes transportava correspondência uma vez que era o método mais rápido de fazer as cartas chegarem ao seu destinatário.

Quando eu joguei a campanha usávamos um papel de carta semelhante que foi usado para mandar mensagens entre os personagens que acabaram se separando em uma parte da jornada. Foi um prop bem legal!


Esse é um modelo de ficha backup para os personagens. Essas fichas ficam sempre dentro do kit para o caso de extravio ou de algum jogador esquecer as suas fichas em casa.


Os passaportes da Campanha Horror on the Orient Express são famosos pelos seus detalhes. Se você pegar imagens dos passaportes originais do período, vai descobrir que essas cópias são idênticas aos documentos que se usava na época.

Até o momento temos passaportes americanos, britânicos, alemães e turcos. Faltam ainda os documentos concedidos pela Itália e França. O bacana desses documentos é que eles podem ser preenchidos a medida que os investigadores chegam a um novo destino. Tem uma página com os carimbos oficiais que podem ser impressos e colados no passaporte. Acredito que vai ficar ótimo.


Para registrar os acontecimentos da campanha, os jogadores tem esse caderno de viagem.

O caderno serve como uma espécie de diário no qual os jogadores podem registrar nomes, acontecimentos, pensamentos dos personagens ou trechos marcantes. Para incentivar os jogadores a utilizá-lo, cada vez que anotações forem inseridas, os personagens recebem uma pequena "vantagem" na forma de um ponto de confidence, que conta como uma espécie de "ponto de força de vontade". Se o jogador precisa muito realizar um teste, e falha, ele pode utilizar esse ponto para rolar novamente e tentar uma vez mais ser bem sucedido. Essa é uma house rule que eu adotei algumas vezes em certas campanhas e que funcionou bem.


O diário de viagem ao lado de uma garrafa retirada do bar do Orient Express.

Para seguir viagem alguns personagens podem necessitar de um pouco de "coragem líquida". Especialmente se esta for envelhecida por 12 anos.

Na próxima postagem irei apresentar os personagens da Campanha.

Um comentário:

  1. Como eu queria fazer parte desta campanha, muito legal o seu trabalho.

    ResponderExcluir