sábado, 1 de abril de 2017

Call of Cthulhu 8th Edition - Anúncio da Nova Edição (Sim, já vem aí uma nova edição!)


Se confirmou o rumor que já há algumas semanas vinha sendo discutido e debatido entre os fãs de Call of Cthulhu: a Fantasy Flight Games, dando continuidade a sua política de expansão a respeito de todos os produtos relacionados ao Universo Lovecraftiano, adquiriu os direitos do RPG Call of Cthulhu.

Com isso a Chaosium passa a fazer parte da Fantasy Flight Games, pondo termo a carreira editorial de 35 anos da editora com sede em Oakland.

A Fantasy Flight Games (FFG) estava planejando realizar uma ampliação da sua participação no mercado dos RPG de mesa. A empresa já possui um Jogo de Cartas (Call of Cthulhu CCG) e vários de tabuleiro (Arkham Horror, Mansions of Madness, Elder Sign e Eldritch Horror) com a temática voltada para as criações de H.P. Lovecraft. O negócio foi concluído depois que a Chaosium passou por dificuldades financeiras tendo sido adquirida recentemente pela Moon Design em 2016.

 A direção da Chaosium emitiu uma carta aberta na qual informa aos seus fãs que a venda da empresa sinaliza com novos rumos para a linha editorial de Call of Cthulhu. Não está certo ainda se a equipe será mantida.


Em um breve comunicado à imprensa, a FFG disse que manterá a política de publicação que tem dado bons resultados para o Arkham Horror e demais linhas de jogo: uma caixa básica introdutória, fácil e acessível para novos jogadores e suplementos regulares que forneçam novas regras e empolgantes modificações das regras em cada expansão. 

No press release, um dos responsáveis pela nova equipe criativa informou algumas mudanças:

"Os jogadores terão personagens mais poderosos, capazes de intervir de forma decisiva e enfrentar em grau de igualdade as criaturas dos Mythos, frente a frente".

A declaração segue adiante: "Nós achamos Call of Cthulhu da maneira que foi concebido interessante, mas pensamos que o jogador merece a oportunidade de crescer com seu personagem e desenvolver novas e empolgantes vantagens. Dessa forma, os personagens terão acesso a novos e empolgantes armamentos (mechas e armas laser inclusive!), magias com múltiplos combos destruidores e habilidades incríveis que abrirão as portas para inúmeras possibilidades. Também não teremos mais regras de sanidade, que será substituída por outro elemento narrativo que tornará o jogo mais fluido. Ademais, o jogo contará agora com miniaturas".

"Preparem-se para jogar Call of Cthulhu, de uma forma que vocês nunca imaginaram!" completou o porta voz.

Diga olá para a Oitava Edição...



Ainda que poucos detalhes sobre o sistema de jogo tenham sido divulgados oficialmente, a FFG confirmou que está entre os planos imediatos a criação de uma nova edição para Call of Cthulhu, a OITAVA em sua longa existência.

Esta nova edição NÃO será compatível com o sistema Basic Roleplay (BRP) e seus derivados. Presume-se extra-oficialmente que o novo sistema será similar ao Star Wars: Fronteiras do Império, outro RPG de sucesso da FFG com caixas de expansão para especialização de personagens, dados próprios e um sistema de talentos e habilidades baseado em cartas. 

Todas essas expansões serão vendidas à parte e espera-se que seja publicada uma delas  acada 3 meses.

A Caixa Básica de Call of Cthulhu 8ed, deverá chegar às lojas em novembro de 2017.

Foi adiantado que ela trará 4 livros de regras (Manual do Jogador, Manual do Keeper, Tomo de Magias e Livro dos Monstros), um set de 16 dados personalizados, dois baralhos (cada um com 75 cartas), cinco sets de fichas plásticas para criaturas, miniaturas de personagens e um livro de planilhas e tabelas.

Ainda não foi anunciado o valor da caixa, mas acredita-se que ela custará algo entre 120 e 150 dólares.

...e Adeus para a Sétima Edição:



A FFG divulgou que não planeja oferecer nenhuma compatibilidade com as versões prévias. Além disso, todas as licenças estabelecidas com a Chaosium a respeito de Call of Cthulhu serão imediatamente revogadas a partir de abril de 2017. Isso significa que devem ser realizados novos contratos com todas as editoras responsáveis pelos livros, atualmente publicados em 10 idiomas.

Não foi feita uma declaração oficial da companhia a respeito das edições anteriores, mas nos fóruns da FFG um responsável pela Linha Editorial fez a seguinte declaração: "No nosso entender, Call of Cthulhu em suas edições anteriores, não mais existe".

A reação negativa de alguns jogadores foi imediata. Aqueles que adquiriram recentemente o material da Sétima edição, terão de se contentar com os poucos livros lançados durante sua curta vigência - exatamente 4 produtos. Todos os anúncios a respeito de lançamentos para o jogo usando as regras da Sétima Edição estão imediatamente cancelados.

Restará como consolo aos que adquiriram a sétima edição "guardá-lo como uma bela recordação de um jogo que não mais será continuado nesse formato", disse um porta voz da FFG.

Conforme planos da FFG, todos os livros editados no formato da sétima edição deverão ser liquidados até 1 de julho de 2017, portanto podemos esperar ofertas de liquidação nas próximas semanas. No amazon.com, supõe-se que o preço da sétima edição caia a metade do valor atual, ainda que os estoques não devam durar muito tempo.

Esse anúncio remove definitivamente a Chaosium do jogo. Resta agora o temor de que outras empresas que trabalham com jogos de temática lovecraftiana, como a Pelgrane Press (que edita o Trail of Cthulhu) e a Arc Dream (responsável por Delta Green) possam ser afetadas por uma política de marcas que impeça a publicação de material que use termos e nomes registrados como "Cthulhu", "Arkham", "Elder Sign" entre outros. Existe a possibilidade de que os produtos tenham de se ajustar a essa nova política e aos novos tempos... 

Vamos aguardar mais notícias e esperar informações.

UPDATE: Pessoal, outra informação e essa talvez mais séria ainda! A FFG não comprou APENAS o jogo Call of Cthulhu e a Chaosium, mas também parece ter assumido os direitos sobre publicações de várias histórias e contos originais de Lovecraft que até então pertenciam a Arkham House. Isso significa que a Fantasy Flight passa a ser detentora dos direitos sobre os contos do autor.

UPDATE: 
Ufa! Aparentemente as notícias a respeito da aquisição/venda da Chaosium pela Fantasy Flight se mostraram um "pequeno exagero". Ao que parece, motivados por algum elemento externo, as notícias foram interpretadas de maneira errônea pelas fontes do Blog. Sendo assim, vamos retificar as coisas:

- A Chaosium não foi comprada pela FFG,
- Não haverá mudanças nas regras e nem na estrutura do jogo,
- Não haverá uma nova edição (ao menos por enquanto),
- A sétima edição não será descontinuada,
- A FFG não detém os direitos sobre a obra completa de Lovecraft;

Nós da redação, atribuímos essas notícias "levemente contraditórias" a uma gravata apertada, a queda do açúcar na corrente sanguínea e algum elemento aviltante externo e desestabilizante. Doravante, tomaremos mais cuidados com nossas informações e checaremos as fontes. Planejamos fazer um pente fino nas notícias antes de publicar, e me comprometo como ato de constrição a fazer isso pessoalmente, por pelo menos um ano... sendo assim, até 31 de março de 2018 estamos seguros!

6 comentários:

  1. Também me parece primeiro de abril huahuahau. Se bem q CoC nem precisa de mais edições msm, pelo menos com mudança de regras (ao meu ver), apenas novas tiragens de tempos em tempos e materiais complementares (histórias, edições de luxo, etc.), o q nunca é demais...

    ResponderExcluir
  2. Mecas e arma laser?Mais poder pros jogadores?!Isso é Pacifc Ring,não Lovecraft,porra

    ResponderExcluir
  3. Não curti. Não largo a minha versão da Terra Incógnita nem a pau

    ResponderExcluir
  4. Ai, ai... Pense num primeiro de abril bem feito! Parabéns!

    ResponderExcluir