quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Meta Extra #5 - "A Testemunha Silenciosa" um cenário moderno para Chamado de Cthulhu

por Lief Neema

Há pouco tempo tive alguns problemas por causa de meus jogos de terror. Algumas pessoas me perseguiram e me infernizaram. Assim, decidi me afastar do meio; sem redes sociais ou exposição do que eu faço e gosto. Nesse meio tempo, fiz o que mais sou apaixonado: escrever. Escrevi aventuras para Chamado de Cthulhu, Undying (agora, Desmortos), Dead Reign, Dread, Shadowm of the Demon Lord, Little Fears, Esoterrorists e Delta Green. Jogos que sou apaixonado e que gostaria de publicar material, mas ainda estou amarrado. Mas pretendo disponibilizá-las. A Testemunha Silenciosa é a primeira delas.

Os Mitos Modernos

Chamado de Cthulhu é conhecido por sua ambientação clássica, nos anos 1920, onde se passam a maior parte das obras de Lovecraft. Eu amo e joguei incontáveis cenários nesse clima. Na verdade, ainda jogo bastante. Mas eu cresci com jogos de horror moderno e ainda sou muito apegado nesse sentido.

Então, comecei a comprar cenários modernos para Chamado de Cthulhu e em pouco tempo estava escrevendo alguns. Influenciado por séries como True Detective, The Killing, Arquivo X, The Fallowing (primeira temporada apenas), Hannibal e livros como O Demônio na Cidade Branca, O Monstro de Florença, Nó do Diabo e quadrinhos como Do Inferno (apesar da ambientação vitoriana, ele tem tudo que eu queria em uma aventura moderna de Chamado de Cthulhu), eu queria criar uma atmosfera de jogo que fosse cosmicamente devastadora, mas ao mesmo tempo mórbida e angustiante.

A Testemunha Silenciosa nasceu dessa premissa. Originalmente eu a escrevi para o concurso da Chaosium, do Cult of Chaos, onde eles publicam cenários escritos pelos guardiões ao redor do mundo. Infelizmente ela não foi finalista, mas fiquei realmente feliz de tê-la produzido e do retorno que tive dos jogadores e guardiões que a testaram.

Atualmente, estou relendo e modificando os detalhes para disponibilizá-la como uma das metas extras no financiamento do Chamado de Cthulhu Sétima Edição no Brasil. Então, vamos lá pessoal, bater todas as metas desse grande jogo!

O Silêncio Pós Morte

A Testemunha Silenciosa se passa em uma universidade moderna, conhecida por seus excelentes professores e alunos aplicados. Os jogadores interpretam alunos, professores, estudiosos ou mesmo policiais e investigadores. Mas nada impede que outras ocupações entrem em cena. De alguma forma, eles possuem uma ligação ou curiosidade com algo que tirou o sossego da instituição de ensino: um professor renomado, vencedor de prêmios e com uma extensa lista de publicação de artigos e livros, comete suicídio na semana de sua aposentadoria. Haveria uma grande homenagem, uma festa, em agradecimento e parabenizarão ao grande ser humano que ele era. Agora, haverá apenas o seu funeral.

Não há razões, cartas ou explicações para o que aconteceu; a razão do suicídio. Não há testemunhas, a não ser o próprio falecido. Apenas ele sabe o que aconteceu. Os investigadores entram em cena para avaliar o corpo e os pertences que ele tinha na hora da morte. Um recibo de taxi, uma nota fiscal de restaurante, uma terra estranha em suas unhas, as últimas mensagens e ligações em seu smartphone, os e-mails em sua caixa de entrada e saída, entre outros detalhes, dizem aos personagens quais foram os últimos passos da vítima. Suas últimas horas de vida. 

A Testemunha Silenciosa se passa com os investigadores recriando o último dia de vida do professor. A pergunta é: o que será que aconteceu no fim desse caminho que o convenceu a tirar a própria vida? Será que isso influenciará os investigadores de alguma maneira? Será que eles serão mais fortes que o professor, para lidarem com a situação?

Cada um dos investigadores terá as suas próprias razões para estar ligados ao caso. Uma amizade intima, respeito, um caso ou honrar a sua morte. Também, eles podem ser investigadores particulares ou fazem parte da inteligência da polícia, e acreditam fielmente que isso não se trata apenas de um caso de suicídio. O que será que eles encontrarão no fim do caminho?

*     *     *

Esse cenário foi projetado para uma aventura rápida, pois toda a ação se passa em um curto período de tempo. Há poucas cenas e as mesmas são curtas e diretas, o que permite jogar rapidamente em uma tarde com os amigos ou em um evento. 

Me esforcei bastante para que ela não tivesse um formato linear, onde cada passo tem que ser seguido à rica, para que a aventura funcione. Nesse caso, a investigação acontece em pontas soltas que se conectam como um quebra-cabeça que, ao ser montado, mostra o panorama do que realmente aconteceu (em lugar de ser uma aventura reta, onde uma descoberta leva à seguinte e assim por diante).

Dessa forma, os jogadores sentem que estão no controle da situação, do que simplesmente seguir os passos que o guardião indica ou coloca em seu caminho. Cada nova escolha por parte dos jogadores é um passo a mais para a resolução do mistério.

Eu não usei nenhuma cidade ou instituição como base, mas deixei tudo de forma genérica, para que os guardiões possam adaptar facilmente às suas próprias criações (todos já criaram uma cidade lazarenta, cheia de mistérios e coisas estranhas acontecendo o tempo todo). Alguns podem estar com campanhas em andamento e essa aventura pode ser conectada ou usada como spin-off. Outros podem querer jogar em Arkham, grandes cidades como Nova York ou no interior de algum pais distante na Europa.

Também, preparei ela com elementos investigativos e pitadas de violência. Nada muito exótico que guardiões iniciantes não possam pegar rapidamente, bem como jogadores de primeira viagem podem sentir como é um clima de investigação da proposta de cenários de Chamado de Cthulhu.

O fato de a aventura se passar nos tempos modernos facilita também para aqueles que têm dificuldade de imaginar como eram as coisas nos tempos antigos. São quase cem anos de diferença entre a época em que os contos de Lovecraft eram escritos e a nossa realidade atual. Apesar de todas as referências, fotos, filmes e handouts, uma partida nos tempos atuais pode facilmente imergir o grupos no ambiente de jogo, tornando tudo muito íntimo.

Espero que vocês curtam jogar essa aventura tanto quanto eu gostei de produzi-la.

*     *     *

Pessoal, minha culpa, minha culpa, minha máxima Culpa!!!



O Financiamento Coletivo de Call of Cthulhu está voando. De fato, está indo tão bem que Meta após meta estão sendo destruídas.

E nem deu tempo de eu aprontar a postagem antes que ela atingisse a meta estipulada de R$ 61,500.

Mas como dizem, antes tarde... aqui está a preview do que nos aguarda na Meta Extra #5.

Melhor eu preparar a preview da Meta #6.

5 comentários:

  1. Já não existe também um cenário moderno para Call of Cthulhu, e se chama Delta Green. Vocês poderiam fazer um review deste material né.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruno, Delta Green envolve conspirações governamentais envolvrndo os Mitos de Cthulhu e persoganes treinados.

      A proposta dos cenários modernos de Chamado de Cthulhu é manter o mesmo clima de "pessoas comuns" nos dias atuais, enfrentando o desconhecido.

      Excluir
    2. aaahh!!Então, praticamente como você disse é tipo um Arquivo-X com Cthulhu Mythos.

      Excluir
  2. bruno, estou esperando chegar o material do Financiamento Coletivo de Delta Green para fazer a resenha dele. Está "levemente atrasado". Quase dois anos... mas parece que finalmente as coisas estão andando.

    ResponderExcluir
  3. Mas Delta Green é um cenário fechado que envolve intrigas e operações secretas contra o Mythos. Ele é uma vertente do jogo. Cenários nos dias atuais são uma das possibilidades do clássico.

    ResponderExcluir